Empreendedor-Empresario, desafios

mulher-empreendedora1

23 set Empreendedor-Empresario, desafios

Todas as empresas são criadas para gerar valores, sejam em forma de lucros ou de ações que contribuam positivamente pra a sociedade.

Ninguém empreende para fracassar, isto é fato. Muitas vezes os resultados não são alcançados, não porque os empreendedores não tiveram ações efetivas, mas porque não abandonaram atitudes erradas.

Compreender que empreender é uma característica que impulsiona o surgimento de novos negócios e ter uma excelente gestão é o que promove crescimento e permanência no mercado é ainda um desafio para micros e pequenos empresários.

Confunde-se controles de resultados e gestão contábil e fiscal com burocracia, o que é um engano, pois não se controla o que o não se vê e, ter tempo determinado para analisar as informações gerenciais e fiscais da empresa deve fazer parte da agenda de quem quer ser bem sucedido nos negócios.

Ter tempo para trabalhar na empresa não é mesmo que ter tempo para trabalhar a empresa. E a falta da segunda atividade pode sim levar a empresa ao fracasso ou no mínimo, a andar no escuro sem saber seus números por muito tempo, ficando difícil a mensuração do quanto se deixou de ganhar com gastos ocultos, prejuízos não apurados e carga tributária alta.

Deve-se dizer, que quando se empreende um novo negocio, o empreendedor está cheio de sonhos e boa vontade para fazer com que tudo dê muito certo e seus produtos ou serviços sejam um sucesso de mercado, ou seja, a negligencia pelos controles e gestão dos resultados pode ser falta de treino, já que a grande maioria não se dá bem com o que consideram “burocracias”.

Infelizmente ainda existem empresários que tentam terceirizar a responsabilidade pelos resultados da empresa aos contabilistas ou profissionais de tecnologia da informação, o que é um engano dos maiores que comentem contra seus empreendimentos.

É claro que todos os profissionais envolvidos nas operações são importantes para garantia de sucesso nos negócios, mas o trabalho é compartilhado, cabendo ao empresário e patrocinador a visão geral dos trabalhos e os impactos vindos de cada área para tomar decisões.

Os profissionais de contabilidade são capazes de oferecer excelentes ferramentas contábeis que, se bem utilizadas, iluminam os caminhos que a empresa deve seguir. A matéria prima desse trabalho são documentos e informações do cotidiano que, quando de má qualidade, prejudicam os indicadores que serão definidos. A responsabilidade pela qualidade dessa matéria prima é do empresário juntamente com sua equipe de gestão, quando for o caso.

Os empresários que escolhem atividades que podem exercer sozinhos ou com mínimo de pessoas envolvidas na operação, não estão dispensados das responsabilidades de gestão de qualquer empresa, de qualquer tamanho, de qualquer atividade. Se ele não se dedica a aprender como controlar e melhorar seus resultados, pode levar o negocio ao fracasso.

O mercado diminui o espaço para empresas não comprometidas com seus resultados. Os consumidores estão mais exigentes e não aceitam mais arbitrariedade de preços de quem não sabe calcular custos. O Governo, por sua vez, aperfeiçoa cada vez mais seus parques tecnológicos, assim como sua inteligência fiscal para garantir que todas as empresas paguem seus impostos.

Diante deste cenário, empreendedores motivados com idéias que surgem a todo momento, tem a oportunidade de escolher mergulhar na gestão de suas empresas ou pelo menos cercar-se de profissionais que o façam com comprometimento e tragam as informações necessárias para corrigir os rumos.

Somos todos responsáveis por nossas atividades profissionais e quando estamos envolvidos em negócios, a responsabilidade estende-se a eles também. Na verdade é um grande exercício de aprendizado e aplicação de conhecimento que pode aumentar muito nossas possibilidades e chances de, alem de construir empreendimentos bem sucedidos para nós, também podemos ajudar outras pessoas.     mulher-empreendedora1

Nenhum comentário

Postar um comentário