Desconfiança na economia instável do governo não assusta empreendedores.

economia

26 jan Desconfiança na economia instável do governo não assusta empreendedores.

Muitos empreendedores estão movimentando a economia, a despeito de qualquer desconfiança que o cenário político e econômico atual inspira.

Embora o Governo esteja em situação desconfortável quanto a confiança dos consumidores e empreendedores, vários novos negócios surgem a cada dia oferecendo soluções inovadoras de produtos e serviços.

Startups nascem com produtos digitais que simplificam a vida dos usuários. Soluções para deficientes físicos aparecem oferecendo melhor mobilidade e mais canais de comunicação para pessoas em condições especiais.

O que é muito interessante é que o nível de educação empresarial está aumentando, ou seja, os novos empresários tem procurado mais instruções antes de abrir seus negócios e depois de abertos, querem orientação para garantir crescimento para seus empreendimentos.

Um dos fatores que podem levar a este comportamento é a aparição de empreendedores muito jovens e bem sucedidos como Bel Pesce e outros que estão apresentando negócios bem sucedidos na internet.

A maioria dos novos produtos são digitais, embora em feiras de negócios se observe muitos negócios artesanais, que buscam diferenciação no mercado através da qualidade e bom atendimento.

O Simples Nacional é uma ferramenta para os empreendedores.

A grande maioria dos novos empreendedores optam pelo modelo de arrecadação de impostos simplificado –Simples Nacional, nas categorias de MEI – Microempreendedor Individual ou Micro Empresas.

O Simples Nacional garante carga tributária mais baixa em relação às demais existentes e desobrigam os participantes de muitas burocracias. Um dos maiores impactos é quanto aos encargos sociais diferenciados.

O que se percebe hoje é o nascimento de uma nova geração de empreendedores, investidores e sonhadores com vontade de mudar a mesmice e, claro ganhar muito dinheiro com isso. É claro que há muitos negócios sociais também que geram riquezas melhor qualidade de vida para pessoas carentes.

O cenário mostra que os brasileiros acreditam no que estão fazendo. E a parte boa é que estão buscando novas formas de facilitar a vida de muitas pessoas.

Os microempreendedores mais antigos podem optar em se reciclar e reinventar seus negócios gerando melhores resultados ou ver suas empresas sendo engolidas por um mercado rápido e criativo que não tem espaço para quem não se mexe.

Nenhum comentário

Postar um comentário